Nova Etapa...Ser Mãe

Nestes últimos quatro anos superei mais uma etapa na vida, o ser mãe… há 4 anos atrás era algo que não me ocorria, não fazia parte dos meus planos, pelos menos nos próximos anos, talvez pela minha instabilidade emocional..., não sei… Foi assim num clique que o meu relógio biológico, como tudo na minha vida, movimentou-se de tal maneira e com uma força tremenda… que quase no imediato gerei um filho … :D… não houve muitas conversas, apenas sentimos que era a hora e seguimos em frente, sem receios…e foi tudo tão rápido…que passado praticamente os 9 meses tínhamos o nosso S. nos braços… e acho que só agora é que estou a parar, a descontrair, apreciar, usufruir do meu filho a 100%...

Ser mãe é algo de estrondoso, maravilhoso, inigualável… é vivermos com o nosso coração fora do peito, esta frase é um cliché mas é a pura verdade… mas também ser mãe é muito desgastante…

É um trabalho 24 horas por dia, pelo menos nos 2 primeiros anos, onde o bebe depende de nós para tudo… nós vamos diretamente para os últimos lugares da tabela…

É não dormirmos 1 noite completa… mesmo que o bebe durma… basta ele se virar que nós acordamos… instinto

É perdermos o chão e desesperar quando vemos o bebe doente e fazermos de tudo para parecermos fortes… não é fácil… pelo contrário é das piores lutas que podemos ter como mães...

É treinar a paciência diariamente e consecutivamente…e perdê-la algumas vezes entre uma crise de birra e outra… sim…nós mães perdemos a paciência… 5m depois arrependemo-nos tremendamente… mas aprendi que faz parte e é comum…

É aprender que, somos deverás hábeis … que com apenas duas mãos conseguimos carregar o saco das compras, a mala, a mala do bebe, os brinquedos, o próprio bebe… e se for preciso atendemos telemóvel, tiramos uma selfie :D, e ainda ajudamos a vizinha… somos incrivelmente habilidosas… alias… somos mães… só agora percebo a minha mãe.. até aqui quase nada fazia sentido…

É queremos sempre a próxima etapa do nosso bebe… mas morrermos de saudades de todas as etapas anteriores…

... mas quando estamos lá em baixo.. sem força, sem animo. Sem vontade …tudo gira e balança e vira-se … e num passo de magia sentimo-nos poderosas, únicas, verdadeiras, essenciais…quando…

Sentimos o toque, o abraço, o carinho… espontâneo, verdadeiro… que mesmo sem palavras diz “ nunca mais vais estar sozinha, eu estou aqui” … não há melhor sensação…

Acordamos e somos “cobertos” por beijos suculentos... hummmm…

Ouvimos “Mãe eu gosto e ti, és a minha amiga”

Conseguimos dar novamente valor a pequenas coisas do dia a dia como apreciar o voo de uma borboleta ou seguir uma bola de sabão…

As lágrimas correm descontroladamente pelo rosto quando inicia uma etapa escolar… e quando termina… e vemos que o nosso bebe está a criar as suas asas… vai ser sempre o nosso bebe..


Vemos o nosso bebe com outras crianças ou com adultos e damos conta que os valores que lhe tentamos passar para que seja correto, honesto, justo…e de bom coração… estão já a dar frutos… 

AMO ser MÃE

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Licor Beirão com Limão ... Açucar não

RVCC Secundário - Concluído =)

historial clínico