22/04/2012

O chão desabou aos meus pés


Hoje o chão desabou aos meus pés, sinto-me perdida e sozinha, perante os últimos dias onde as noticias foram das piores, tentei sempre apoiar-me no que havia de bom, a minha vida tem sido levada assim... mas desta vez não... quem eu pensava que iria estar a meu lado, a dar-me força e coragem a tentar desviar a minha atenção das coisas más e negativas é precisamente quem me está a enterrar na escuridão, é precisamente quem mais me está a magoar e a deitar para baixo, até agora não percebo onde é que esta o amor nisto tudo. Ontem , combinamos beber um copo, como me estava a apetecer desanuviar um pouco,apetecia-me mesmo abstrair-me do meu  mundo, naquele momento era tudo, apetecia-me sair e divertir-me, nesta altura ainda planeava uma noite bem passada com o F. independentemente de irmos com mais um casal, queria-me divertir com ele, apetecia-me arranjar, ficar bonita, apetecia-me maquilhar arranjar o cabelo, vestir uma roupa bonita, apetecia-me agarrar-me ao F., beijar sermos cúmplices, a única coisa que realmente ansiava naquele momento era divertir-me, sinto tanto a falta disso... Foi-lhe proposto ir a uma disco,apesar de não gostar de discotecas, não gosto do ambiente, não gosto dos preços não gosto de quase nada, mas ontem falaram-me disso e apeteceu-me ir dançar um pouco, vi ali um pequeno escape para aquilo que se está a acumular dentro de mim, que se está a tornar muito pesado, mas o F. não gostou da ideia, não gostou que eu quisesse ir, não gostou que estivesse em desacordo em relação à opinião dele, na noite que eu mais queria distrair-me conseguiu levar-me ao meu limite, foi mau nas palavras e nas acções. Mais uma vez fiquei triste e desiludida, não acredito que dentro dele exista um pouco de amor, carinho ou amizade por mim... A cada dia que passa me afasta mais dele, destrói tudo o que há em mim, não esperava isto dele... aliás se tivesse os pés no chão da realidade, esta atitude iria ser-me normal, mas espero sempre o melhor das pessoas, principalmente daquela que me diz amo-te, a vida realmente é uma grande ilusão, a minha de bom agora não tem nada, quer dizer, tenho os amigos, aqueles amigos e tenho a família, tirando isso não posso contar com mais nada nem com mais ninguém... O F. podia ser tudo mas prefere não ser nada... começamos com grandes sonhos e desejos acreditamos que aquela pessoa realmente é boa e no entanto levamos outro estalo da vida e acordamos para uma realidade totalmente diferente... Estou triste e dentro da minha casa sinto-me triste e sozinha...

2 comentários:

Obrigado pelo comentário...

Mereces um docinho =)