14/09/2010

Achava que não… agora acho que sim…

Não sou exigente, gosto da simplicidade, muitas vezes contento-me com as pequenas coisas que a vida me vai proporcionado, pois não é preciso muito para eu ficar feliz, ficar animada, estar e ficar bem...
Por isso, eu não quero alguém que me ame impensadamente, mas que me ame o suficiente...
Não quero alguém que diga vezes sem conta “Amo-te”, mas que me transmita valores, que me faça aprender com ele coisas positivas, que me ajude a crescer como mulher e como pessoa...
Não quero alguém que me ligue todos os dias, e que faça disso uma obrigação, um dever, quero apenas alguém que esteja em sintonia comigo...
Não quero alguém que me dê presentes caros, quero alguém que se lembre de mim, apenas isso, e já é tão bom...
Não quero alguém que me controle, mas que se importe e preocupe verdadeiramente comigo... Não quero alguém que faça grandes declarações de amor, mas que saiba expressar o amor que sente por mim através de atitudes, palavras, pequenos gestos diários...
Não quero alguém que me guie e que esteja sempre à minha frente, quero alguém que caminhe junto de mim, ao meu lado...
Não quero alguém com grandes coisas, com grandes manias, mas quero alguém com significados, bons significados.
Não quero alguém que me escute, que esteja sempre à espera daquilo que vou dizer, mas quero alguém que me saiba decifrar, mesmo quando não me apetece dizer nada...
Não quero alguém que passe o tempo a elogiar-me, mas alguém que me admire no meu todo, com os meus defeitos e as minhas virtudes, que não me ofenda, não me menospreze, não me desvalorize...
Não quero alguém que me oriente e exija de mim, mas alguém que me encoraje em todos os aspectos, para eu seguir o meu próprio caminho, mas quando o estiver a fazer que por algum instante me coloque m primeiro lugar, pois trata-se de mim e da minha vida...
Não quero apenas um confidente, mas um cúmplice...
Contudo não quero nem muito nem pouco, quero apenas o bastante, será que é pedir muito??? Será que sou uma pessoa assim tão difícil, será que apesar de pensar que sou uma pessoa simples, sou uma pessoa exigente nas minhas escolhas, nas minhas opções, nos meus desejos?!
Será que aquilo que ambiciono, está assim tão longe de ser atingido? Será que é pedir muito, quando peço estas coisas?
Achava que não… agora acho que sim…

2 comentários:

Obrigado pelo comentário...

Mereces um docinho =)