10/03/2008

A razão e o coração... qual o mais forte??

Porque é que há dias e noites que a saudade bate com uma força enorme... Não me consigo compreender por mais que tente... Vivo numa luta constante entre a razão e o coração... mas o coração acaba sempre por vencer... Sei que o fim chegou e nada mais havia a fazer... a não ser seguirmos caminhos diferentes... mas se sei disso então porque que penso tanto em ti... Já não nos vemos nem falamos há mais de um ano... tens a tua vida... praticamente estás casado... então porque é que ainda sinto esperança, amor, ternura...por ti... porque é que não me és indiferente... lá no fundo sei que também não o sou para ti... deste-me a prova disso quando me enviaste aquela sms no meu aniversario há quatro meses atrás... que vida cruel... ou será apenas o amor que é cruel... começamos o nosso namoro com sonhos e ilusões de crianças que estavam a viver o primeiro amor... mas a maior ilusão foi a de um amor eterno... realmente o nosso amor é eterno... mas dói amar e não te ver, não te ouvir, não te sentir...não saber nada de ti... lembrei-me agora que não é há um ano que não te vejo...mas sim há semanas... passaste por mim de carro... mas ainda bem que não me viste uma vez que ias acompanhado... e também agradeço por não a ter visto a ela... pelo menos fiquei só com a tua imagem na cabeça... quando de vi naquele "encontro" que durou uma fracção de segundos... senti frio e calor, chorei e sorri, tremi e senti-me forte... foi estranho...mas tive a certeza que não me és indiferente... engraçado hoje escrevo o que me vai no coração com toda a certeza dos meus sentimentos... daqui a pouco a razão supera o coração e nada do que foi escrito aqui vai fazer sentido... porque vou ter a noção do quando fui magoada... e a noção dos pedaços em que o meu coração está partido... realmente o amor é muito complicado... ou eu é que sou complicada demais... será isso???

PS. Escrevi este post dirigido a uma pessoa, bem sei que nunca será lido por ele… mas gostava de lhe dizer coisas que ficaram por dizer… e há tantas coisas que eu deveria ter dito e não ás disse… as minhas ultimas palavras foram de magoa, rancor, tristeza… e não deveriam ter sido … visto que ele não foi o único a errar… por isso escrevo aqui… pode ser que algum dia o vento sopre as minhas palavras estas aqui escritas ate aos seus ouvido e lhe murmure os meus sentimentos palavra-por-palavra…

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigado pelo comentário...

Mereces um docinho =)