12/03/2008

Katy Gardner - Livros

Acabei de ler o Livro “O Pressagio da Sereia” de Katy Gardner, confesso que demorei muito tempo ate chegar ao fim… pois não foi um livro que me despertou muito interesse, ao princípio ainda senti entusiasmo ao ler, mas depois a história começou a ser muito parada, sem acção. Ao ler as críticas que fizeram, onde diziam que era thriller intenso, fiquei curiosa, mas não foi uma daquelas leituras que me prendem ao livro, daquelas que quero acabar de ler mas que não consigo, porque quero sempre saber o que vai acontecer a seguir… não foi.. Posso dizer que tenho o livro há mais de dois anos e só agora o acabei de ler... e o final, o final deixou muito a desejar… Também não podemos gostar de tudo, mas ao contrario do “ O Pressagio da Sereia” gostei muito da “Viagem Sem Regresso”…

“Cinco anos passaram sobre a morte de Gemma. Cinco anos de dúvidas e angústias, durante os quais a vida de Esther foi um inferno permanente. Quando as duas amigas decidiram fazer uma viagem juntas, nada faria prever que apenas uma delas regressaria. Esther era bela, sofisticada e destemida, Gemma o seu oposto. Ávidas de novas experiências, partem para a Índia em busca de aventura. O que elas ignoravam era que estavam prestes a entrar num mundo onde as regras sociais que lhes eram familiares não se aplicavam e que o tão almejado afastamento do mundo ocidental era afinal uma porta aberta para o que de mais sombrio traziam dentro de si. E foi rápida e inesperadamente que o sentimento que as unia foi posto à prova, levando-as a confrontar-se com ressentimentos e segredos antigos. Numa tentativa de descobrir toda a verdade e de se libertar dos fantasmas que ainda a atormentam, Esther tenta agora dar um sentido à tragédia que vitimou a sua melhor amiga e mudou irreversivelmente a sua vida.Cinco anos passados sobre a morte de Gemma, Esther está de volta à Índia…”

Este texto encontra-se na contracapa do Livro “ Viagem sem Regresso” para nos adoçar o espírito e a curiosidade. Fui atraída pela sua capa e ao pega-lo não resisti ao seu cheiro. Este livro tem uma essência de Sândalo indiano penetrado na capa – que nos transporta para a Índia. Ao ler a contracapa, decidi leva-lo para casa e não estou nada arrependida porque gostei muito, não demorei nem uma semana a lê-lo é um livro que fala sobre a amizade sólida e profunda que une Gemma e Esther e que é posta à prova num ambiente estranho. Há uma descarga de sentimentos e ressentimentos antigos. Mas de uma maneira ou de outra todos nós descobrimos (mais cedo ou mais tarde) de que nada dura para sempre, por isso há que prezar o melhor possível aquilo que nos é mais querido…

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigado pelo comentário...

Mereces um docinho =)